Sala de Imprensa

Visita también la Sala de Prensa en español
13-11-2017 Todos

CEO’s apresentam o caminhão elétrico e-Delivery no Encontro Econômico Brasil-Alemanha

Andreas Renschler, presidente e CEO mundial do Grupo Volkswagen Truck & Bus, e Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN Latin America, apresentam o protótipo 100% elétrico da VW Caminhões e Ônibus, em Porto Alegre (RS);

Modelo estará exposto durante o 35º Encontro Econômico Brasil-Alemanha, nos dias 13 e 14 de novembro;

Com autonomia de 200 quilômetros, caminhão elétrico visa a atender aos segmentos de logística verde, zero emissões e circulação em locais com baixo ruído.

 

O e-Delivery, caminhão 100% elétrico da VW Caminhões e Ônibus, acaba de chegar a Porto Alegre (RS). O modelo foi apresentado por Andreas Renschler, presidente e CEO mundial do Grupo Volkswagen Truck & Bus, e por Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN Latin America, durante o 35º Encontro Econômico Brasil-Alemanha 2017, realizado na FIERGS em Porto Alegre, nos dias 13 e 14 de novembro.

Também presidente para a América Latina da Federação das Indústrias Alemãs (BDI), Renschler participa do evento que reúne os setores público e privado do Brasil e Alemanha e destaca sua confiança no mercado nacional. “O Brasil é um país continental, que mostra dia a dia a força de sua economia e seu poder de inovação. Uma prova disso é o e-Delivery, um projeto sustentável, totalmente brasileiro e que vem conquistando espaço mundialmente”, afirma Renschler.

“Apresentar o e-Delivery no Encontro Brasil-Alemanha é muito representativo, mostra a parceria próspera entre os países e o nosso alinhamento com o Grupo VW Truck & Bus no compromisso de inaugurar uma nova era da indústria de transportes, primando pela inovação e pela sustentabilidade mundial”, comenta Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN Latin America, fabricante das marcas Volkswagen Caminhões e Ônibus e MAN.

Recentemente lançado no Innovation Day em Hamburgo, na Alemanha, o e-Delivery foi oficialmente apresentado em terras brasileiras em outubro na Fenatran, o 21° Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas, e estará pela primeira vez na região sul do país no Encontro Econômico Brasil-Alemanha. A partir do próximo ano o e-Delivery vai distribuir bebidas da Ambev, em testes, e sua produção em série está prevista para 2020.

O EEBA 2017 é organizado pelo Centro Internacional de Negócios da FIERGS (CIN-RS), Confederação Nacional da Indústria (CNI) e BDI, a instituição alemã que congrega as indústrias do país. Localmente, o evento conta com a parceria da ApexBrasil, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, da Prefeitura Municipal de Porto Alegre e com os apoios do SEBRAE/RS e da Câmara Brasil-Alemanha de Porto Alegre (AHK-RS).

Novo Delivery, agora também elétrico: engenharia brasileira, inovação global

A Volkswagen Caminhões e Ônibus apresenta no EEBA o protótipo do primeiro caminhão leve 100% elétrico desenvolvido no Brasil. O e-Delivery já tem destino certo: vai distribuir bebidas da Ambev, em testes, a partir do próximo ano. A produção em série deste modelo está prevista para 2020.

Com tecnologia sob medida para as tendências da indústria automotiva, o veículo traz soluções de última geração como sistemas inteligentes para ajustar a demanda da bateria conforme a operação e também para recuperar a energia da frenagem com o conceito Kers.

O e-Delivery pode chegar a uma autonomia de até 200 quilômetros, de acordo com a aplicação e a configuração do veículo. O e-Delivery estará disponível nos modelos de 9 e 11 toneladas, conforme a necessidade do cliente.

Tecnologia de ponta para zero emissões

O trem de força foi desenvolvido em parceria com a Eletra exclusivamente para tração de veículos comerciais. É equipado com o novo motor elétrico WEG AL160, que entrega 80 kW (109 cv) de potência, com torque máximo de 493 Nm, e transmissão automática Allison. Conta ainda com bancos de bateria de íon-lítio LiFePO4. Tudo isso com emissão zero e nível de ruído extremamente baixo, melhorando o conforto no transporte urbano de mercadorias.

Alinhado à realidade do mercado, o modelo abrange duas opções de recarga: a recarga de oportunidade rápida, em que é possível assegurar 30% da carga em apenas 15 minutos, e pode ser realizada várias vezes ao longo da rota do veículo para aumentar sua autonomia; ou a recarga lenta, que em três horas atinge a carga máxima.

No conceito plug-in, as baterias do veículo são recarregadas por um carregador externo padrão CCS. Sua operação é bastante simples e amplamente difundida na indústria de elétricos.